Carregando Eventos

Na sua terceira visita a São Paulo, o Street Meat volta ao Epicentro Cultural, onde fará uma gravação ao vivo com platéia no nosso estúdio, nesta sexta-feira, dia 20 de março. O público poderá antecipar o que virá no segundo álbum da banda, além de versões e músicas inéditas.

Lucas Choi Zimbel ☞ (cordas + acordeon)
Jean-Philippe Demers-Lelotte ☞ (baixo acústico)
Paul Dawson ☞ (bateria + cordas)

DJ ☞ Dj Shuffle
vJ ☞ Astronauta Mecanico

* show / das 20h às 22h *

Entrada ☞ R$15,00

BAR + gastronomia


realização /
@ EPICENTRO CULTURAL


R. Paulistânia, nº 66 – próximo ao metrô Vila Madalena
São Paulo – SP

horário de funcionamento / das 19h às 23h
vj setup / astronauta mecanico
bebedouro + área para fumantes

– – –

Com uma mistura de canções em francês e inglês emolduradas por composições em geral rápidas e vivas, o Street Meat fabrica músicas com o sabor da diversidade de Montreal, cruzando influências que vão do Rockabilly, Gypsy Jazz e Bluegrass ao Rock Progressivo e Punk. A banda começou como parte da vibrante comunidade de buskers da cidade, isto é, músicos que tocam pelas ruas em troca de colaborações espontâneas dos passantes. Jean-Philippe Lelotte-Demers (baixo acústico), Paul Dawson (bateria) e Lucas Choi Zimbel (cordas) começaram a reunir casualmente o repertório de originais e covers de cada um. Em pouco tempo, passaram a tocar em alguns bares e casas de show, já que os passantes entusiasmados começaram a oferecer oportunidades nos lugares mais estranhos e exóticos.

Depois que um estudante se ofereceu para gravar uma demo, o Street Meat acabou dando um jeito de gravar um EP inteiro ao longo de um ano que passaram escrevendo músicas em uma cabana na floresta e gravando em estúdios com péssimas condições nos arredores de Montral. O lançamento do álbum teve que esperar, já que a banda foi convidada para o 2º Red Bull Sounderground – Festival Internacional de Músicos de Metrô, que reuniu buskers do mundo todo nas estações de metrô de São Paulo, em 2013.

Assim que saíram do avião, usando coturnos e roupas pesadas próprias para o Canadá, a banda começou a tocar pelas ruas da região central de São Paulo. No primeiro lugar escolhido, a banda conheceu uma jornalista que estava cobrindo o festival, e que gostou tanto da música a ponto de convidá-los para uma participação musical e entrevista no JR News, com Heródoto Barbeiro. Ao voltar para Montreal, o Street Meat usou o vídeo desse encontro para atrair a atenção da mídia, conseguindo assim um artigo exclusivo no jornal Le Devoir. Tudo isso funcionou como uma alavanca para o lançamento, com todas as cópias esgotadas, do seu primeiro álbum. Desde o lançamento, o Street Meat esteve em turnês e apresentações locais e também tem dedicado seu tempo a compor músicas novas. Voltaram em turnê para o Brasil e seu segundo álbum, gravado e produzido no Epicentro Cultural, será lançado ainda em 2015.

  • Este evento já passou.

20/03/2015 @ 19:00 - 23:00

| R$15.00