Além de contarmos com 24 canais analógicos, os melhores equipamentos de áudio profissional disponíveis no mercado e uma sala acusticamente ideal, o estúdio é também um palco elevado sobre um ambiente com arquibancada, pista e bar que comporta até 120 pessoas. Por meio de uma parede de vidro, o público compartilha da experiência criativa dos artistas.

Há ainda a possibilidade de exploração simultânea de outras linguagens, como projeções de vídeo, cenografia e performances ao vivo. Com tantas alternativas sonoras, plásticas e inventivas, o resultado é a criação de um registro singular, tanto musical quanto visual, que acompanha a personalidade dos artistas. Já passaram por aqui nomes como Jorge Mautner, D.H. Peligro (Dead Kennedys), Tom Zé, M. Takara, Cólera e Chimpanzé Clube Trio, entre tantos outros.